top of page
  • Foto do escritorEliseu Matioli

O fim da intervenção?

Prefeito municipal fala sobre a gestão da Santa Casa de Itápolis


Estátua localizada na Santa Casa de Misericórdia e Maternidade Dona Julieta Lyra

No dia 24 de janeiro de 2023, o prefeito municipal de Itápolis, Vladimir do Carmo Reggiani, concedeu ao Grupo ItaCast, uma entrevista esclarecendo números expostos durante o evento "Transparência Itápolis".


Neste evento, além de balanços e projetos ligados diretamente a infraestrutura da cidade, manutenção e melhoramento da educação e do saneamento municipal, também foi tratado de assuntos referentes à Santa Casa de Misericórdia e Maternidade Dona Julieta Lyra.


No que refere-se à administração da instituição, o prefeito afirmou:


"Não se faz gestão de saúde sem dinheiro no caixa da organização!"

Segundo Mi Reggiani, atualmente é possível esperar uma saída da administração pública da Santa Casa de Itápolis em poucos anos, não mais tendo isso como um "sonho distante" como foi posto pelo repórter.


Dentro da atual administração foi realizado a contratação de uma empresa vinda de outra cidade para realizar uma consultoria dentro da instituição.


Sobre essa consultoria o prefeito afirmou: "[...] É difícil você achar uma pessoa, dentro de Itápolis, que tenha um gabarito nível 'A' de gestão hospitalar. Hoje você não tem um profissional aqui dentro nesse nível."

Os dados apresentados demostram que a dívida da Santa Casa teve uma diminuição relevante nos últimos anos. O prefeito atribui esse desempenho ao planejamento traçado em parceria entre a consultoria, o atual interventor, Paulo Roberto Bovolon Sene e o gerente administrativo da instituição, o senhor Edson Omekita.


O prefeito ainda afirmou que o furto das torres de energia ocorrido em abril de 2021 serviu para uma aproximação entre o poder executivo e a CPFL, o que resultou em uma grande negociação para parcelamento do que era a maior dívida da Santa Casa, energia elétrica.


Vladimir afirmou ainda que em outubro de 2021, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou um projeto chamado "Mais Saúde Itápolis", onde a prefeitura faz a contratação de serviços da Santa Casa, dessa forma a instituição tem um aumento em seu arrecadamento e as filas de espera por realização de procedimentos em Itápolis são diminuídas.


Segundos dados trazidos pelo senhor prefeito, a Santa Casa realizou, em pouco mais de uma ano, mais de 17 mil procedimentos contratados pela Secretaria de Saúde Municipal.


Segundo ele ainda, muitos dos valores acumulados em dívidas da instituição são decorrentes de amadorismos, como dívidas com sindicatos, dívidas trabalhistas e até mesmo dívidas com fornecedores.


Mi ainda afirmou que dentro de todas as atuações feitas dentro da instituição, algumas vezes são feitos apontamentos ou denúncias no Ministério Público ou no Tribunal de Contas quanto as ações da administração.


Quanto aos apontamentos ele afirmou: "Eu não faço as coisa de baixo do pano! Já tem dois anos que o Mi está aqui e todo mundo sabe como é que é o Mi."

No decorrer da entrevista o prefeito ainda diz a respeito da Santa Casa, em tom de desafio, que:


"Quer fazer auditoria? Pode chamar até o FBI agora dentro do meu governo, vai lá (na Santa Casa)... É como eu falo aqui (na prefeitura), não chama só a Polícia Federal não! Chama o FBI!"

Todos esses assuntos e muitos outros foram tratados no decorrer da entrevista que pode ser assistida a seguir:




Comentarii


bottom of page